51 3284-1800

SindisprevRS OF
ASCOM

ASCOM

Assessoria de Comunicação do SINDPREVRS

SEMINÁRIO : “DEBATENDO A INSTITUCIONALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS E INÍCIO DA ESTRUTURAÇÃO DA FRENTE DE LUTA NEGRA QUILOMBOLA E POPULAR DE POA/RS”

DIA: 04/06 13H ÀS 17H.

ONDE : QUILOMBO DA FAMILIA SILVA NA RUA JOÃO CAETANO nº 1170 , Bairro Três Figueiras, Porto Alegre- RS.
 
17H30MIN: ATO /FESTA COMEMORANDO 6 ANOS DA VITÓRIA CONTRA A TENTATIVA DE DESPEJO DA COMUNIDADE QUILOMBOLA DOS SILVA.
 
Diversas atrações culturais : Banda Amigos do Samba, Rapper Angolano Narrador entre outros.
 
Passados 6 (seis ) anos da tentativa de despejo da Comunidade Quilombola da Família Silva, que apartir de seu referencial de Ancestralidade Negra, conseguiu articular com várias entidades do Movimento Social e Social Negro um amplo movimento , com repercussão Nacional , que além de derrotar o despejo vem consolidando uma referência de luta e resistência contra a especulação imobiliária e o racismo , convida a todos(as) para compartilhar um momento de reflexão e comemoração no território, aprofundando os laços que unem todos(as) que lutam contra o Racismo Institucional, a violência policial , a retirada de direitos, que vem se aprofundando nos últimos , excerbados agora pelos "Mega Projetos " envolvendo a Copa do Mundo.
 
Num momento em que vários setores dos movimentos sociais se mobilizam contra os ataques às suas condições de vida como no caso dos trabalhadores da Construção Civil no País inteiro,Povos Indígenas, Servidores e Empregados Públicos também se mobilizam contra o sucateamento dos Serviços Públicos e entrega dos mesmos para a iniciativa privada , citando como exemplo os Correios e Telegrafos , Negros e Negras Quilombolas resistem contra o Racismo Institucional e a retirada de Direitos cujo emblema é Ação Direta de Inconstitucionalidade do DEM , contra os Quilombolas na iminência de ser julgada no STF ,e o Genocídio da Juventude Negra, a desterritorialização e a faxina étnica nas grandes cidades, torna-se necessário aprofundarmos a reflexão e nos prepararmos para resistirmos e construirmos uma pauta unificada contra o Projeto Político Preponderante, Racista, Capitalista, Machista e Homofóbico.
 
Através da Frente Quilombola Negra e Popular, garantimos ações importantes , como o apoio ao estudante Helder e a denúncia da Violência Policial, construimos várias Assembléias Negras Quilombolas e Populares pautando a resistência contra o ataque as Comunidades Quilombolas, estivemos ombro a ombro com os Quilombolas de Morro Alto na ocupação do Incra e a garantia da Publicação do seu Relatório Técnico de Identificação, realizamos uma grande festa de aniversário da Titulação do Quilombo da Família Silva, discutimos e avançamos na temática da Educação Quilombola Negra e Popular e realizamos a Assembléia Negra Quilombola e Popular no dia 13 de maio, Dia Nacional de Denúncia do Racismo no Odomode, espaço tradicional negro ameaçado pela Prefeitura entre outras atividades.
 
A Frente de Luta Quilombola Negra e Popular de POA/RS surge apartir desses referenciais, no Território Quilombola Urbano, o primeiro Quilombo Urbano titulado no País, como uma referência para todos(as) aqueles que queiram lutar e seguindo as deliberações consensuadas no Seminário de 31 de Janeiro estaremos realizando o Seminário e Ato Festa nesse 04 de junho , apartir das 13h e contamos com a presença de todos.
 
 
FRENTE DE LUTA NEGRA QUILOMBOLA E POPULAR
 
Onir de Araujo
 
GT-QUILOMBOLA MNU-RS
 
GT NACIONAL POR UM MNU DE LUTAS AUTÔNOMO E INDEPENDENTE
follow:

CONTEÚDOS